quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Dinheiro público!!!!!!

Num trabalho do jornal i, ficámos a conhecer alguns dos gastos do nosso querido Estado, o mesmo Estado que agora pegou no funil para nos obrigar a engolir um novo aumento de impostos. Só em mobiliário, o Estado gastou - em 2009 - mais de 32 milhões de euros (não se podem sentar em cadeiras velhas?). Em software, o Estado gastou 75 milhões (já ouviram falar em software 'livre'?). Em café, o Estado gastou 650 mil euros. Mas porquê? Tem de haver um bar com café subsidiado em todas as repartições e institutos públicos? Trabalhar para o Estado implica ter uma 'bica' ao preço de 1980?
Mas o mais irritante é mesmo a forma como as autarquias desbaratam dinheiro em festas e festinhas. Mas quem disse às autarquias que a sua função é distrair as massas? As autarquias não conseguem ter o chão limpo e o espaço urbano ordenado, mas fazem festas com os Xutos (quase meio milhão de euros) e com o Tony Carreira (quase um milhão de euros - só em 2009). Não tenho nada contra os artistas, mas tenho tudo contra as câmaras que desbaratam assim o dinheiro dos meus impostos. Comecem pelo óbvio, caros autarcas, e deixem-se de bailaricos faraónicos.


Autarquias gastaram, em 2009, 13 milhões de euros em festas e festivais. E 127 mil euros... em enchidos.


Em Vila Real

Douro Film Harvest, em Sabrosa, Vila Real, Lamego e Freixo de Espada à Cinta.
tem um orçamento de 600 mil euros.

43º Circuito Automóvel de Vila Real, um fim-de-semana
orçamento de 400 mil euros.

Como em uma semana se gastam facilmente UM MILHÃO DE EUROS em entretenimento para umas centenas de pessoas, num concelho aonde há quem viva sem água e sem luz, sem saneamento,  em casas miseraveis sem condições minímas para permitir as pessoas viver com dignidade,  com estradas sem passeios, esburacadas em muito mau estado, etc, etc...

TENHAM VERGONHA, DEIXEM AS DEMAGOGIAS E RETORICAS!
Enviar um comentário

Publicação em destaque

Marionetas russas

por Serge Halimi A 9 de Fevereiro de 1950, no auge da Guerra Fria, um senador republicano ainda desconhecido exclama o seguinte: «Tenh...