segunda-feira, 9 de maio de 2011

Portugal tem 2 milhões de hectares de terra completamente ao abandono

As contas foram feitas pelo secretário de Estado do Desenvolvimento Rural, Rui Barreiro, e hoje (7 de Abril 2011) anunciadas oficialmente: Portugal tem cerca de dois milhões de hectares de terra abandonada – ou seja, uma área equivalente a cerca de dois milhões de campos de futebol pronta para ser trabalhada.


O governante, que falava durante a abertura do congresso internacional Agricultura Urbana e Sustentabilidade, que se realizou no Seixal, explicou que este recurso não pode ser desperdiçado.




“As estimativas apontam para a existência de dois milhões de hectares em parcelas de território abandonadas ou semi-abandonadas no País. Existe um recurso ao serviço do desenvolvimento do País que não está a ser utilizado”, referiu Rui Barreiro.

O que significam estes números? “Um desperdício, um luxo a que Portugal não pode dar-se”, revelou, acrescentando que é necessário “integrar [o facto de a agricultura estar na moda] com os instrumentos de gestão do território do poder local”.

O secretário de Estado do Desenvolvimento Rural adiantou ainda que Portugal precisa de “reflectir sobre a agricultura” para poder tornar-se num “espaço mais produtivo, competitivo e sustentável”. Mas também, alertou, para poder responder às crises económicas.

“A questão agrícola deve passar a fazer parte dos interesses dos autarcas nos próximos instrumentos de planeamento. O paradigma da globalização vai mudar, os mercados locais e regionais vão ter cada vez mais importância”, concluiu o governante.



Enviar um comentário

Publicação em destaque

Marionetas russas

por Serge Halimi A 9 de Fevereiro de 1950, no auge da Guerra Fria, um senador republicano ainda desconhecido exclama o seguinte: «Tenh...